[layerslider id="15"]

The Most Stylish Brazilian in South Florida

The Most Stylish Brazilian in  South Florida
03 maio 2018

CAPA SOUTH FLORIDA 34O estilo de cada um certamente é definido por uma série de vivências e experiências, sendo um reflexo de um gosto interno, de um desejo e de uma auto-imagem, mas, ao mesmo tempo, o ambiente que vivemos e nos cerca exerce forte influência em nossos gostos, em nossa forma de nos apresentarmos. O estilo surge da adaptação, da flexibilidade, da praticidade e da mudança. Ele surge como uma identidade nossa, uma forma de pertencimento.
Para além da roupa, o estilo é formado pela forma como nos apresentamos, como caminhamos, nossa fala, nossa entonação, forma de olhar, ou seja, está nos detalhes. No mundo da moda, não existe melhor ou pior, mas formas diferentes de se expressar através de roupas, acessórios e comportamento. Olha que personalidade tem tudo a ver com moda.
Esta edição da South Florida BrazilUsa traz uma reedição do especial The Most Stylish Brazilian com os brasileiros ícones de estilo e bom gosto do sul da Flórida. São várias personalidades com pontos de vistas variados sobre o que significa a palavra fashion, como estar na moda sem gastar muito dinheiro e sobre o próprio gosto dos conterrânios para montar um look e seguir e criar tendências. Confira nas páginas seguintes.

Adriana Degreas, ícone de moda praia

Adriana DegreasApesar de formada em desenho industrial, a estilista Adriana Degreas sempre foi apaixonada por moda. Pudera. Ela cresceu na tecelagem da sua família e foi lá que desenvolveu o gosto por esse universo. A paixão só aumentou na fase adulta, depois que se casou com César Degreas, um dos donos da Beira Mar, uma das mais tradicionais fabricantes de moda praia no Brasil. O próximo passo foi inevitável: unir uma elegância digna de alta-costura com modelagem exclusiva e funcionalidade se tornou a missão de Adriana.

Reconhecida mundialmente como uma das percursoras da originalidade na moda praia, Andrea dita moda em todos os sentidos, valorizando a sua personalidade, explorando sua individualidade e pontos fortes. A estilista acredita que a mulher brasileira é única, tem bossa, charme e sensualidade únicos. “Ela sempre chamou a atenção do mundo todo por sua beleza e estilo próprios”.

Sobre as personalidades mais fashions, Andrea Dellal, Bianca Brandolini, Jackie O, Kate Moss e Marisa Berenson estão no topo da sua lista. Para ela, as francesas, em geral, são exemplo de elegância natural e effortless chic. Já as cidades: “amo a cultura de praia do Rio e o charme de Salvador, esses são os balneários que me inspiram no Brasil. Na Europa, o Mediterrâneo, as ilhas baleares e Grécia”.

 

Marcelo Goulart, o cara do marketing e entretenimento

Se você pensou em marketing na Flórida, certamente lembrará do paulista Marcelo Goulart, conhecido na comunidade por conseguir da vida às marcas através de uma estratMarcelo Goulartégia apurada e eventos de relevância. Atualmente, ele é sócio da Concept Id, uma agência de marketing e comunicação que realiza projetos de criação, produção e gerenciamento nas áreas de entretenimento e esportes na cidade de Miami, com um novo conceito. Entre outros projetos de marketing e eventos, a agência é a realizadora de uma das mais famosas festas de Réveillon de Miami: o Five Star New Year’s Eve.

Mas, para além do trabalho com as marcas, Marcelo é reconhecido de longe por seu bom gosto e estilo. Residente da Flórida a cerca de 4 anos, o brasileiro nunca havia parado para pensar em como definira a palavra estilo, talvez por ser algo imerso em sua personalidade, mas considera Oskar Metsavaht, Adriana Lima, Izabel Goulart, e Paulo Borges pessoas muito fashions.

O empresário também acredita que os brasileiros e brasileiras tem muito estilo. ”A moda é um pilar forte do Brasil, temos vários exemplos inspiradores de marcas como Osklen e Havaianas, ícones como Gisele Bündchen e Fernanda Lima e também empresários marcantes como Paulo Borges, que transformou um evento de moda como São Paulo Fashion Week em uma plataforma de moda relevante”, afirmou Marcelo.

Além dos conterrâneos, ele acredita que os italianos, os franceses e os ingleses trazem um diferencial interessante quando pensamos em moda. Também figuram em sua lista de cidades mais importantes nesse cenário Londres, Milão e Paris. “Acredito que viagens e ser observador pode ajudar muito, no fundo acredito que moda também tem muita ligação com referências”, disse Marcelo.

O empresário acrescenta que estas referências, junto com uma observação aguçada podem ajudar a montar um visual interessante sem gastar muito dinheiro. “Sempre acreditei que referencia é tudo, por exemplo, viajar, ir em vários eventos e sempre estar up to date sobre o que acontece no mundo de todas as formas possíveis, ajuda muito, mas hoje com um mundo cada vez mais digital, com canais como Pinterest e Instagram, basta ser detalhista. Um bom observador e seguir marcas e pessoas certas”.

Dafne Evangelista, estilo em essência

Dafne EvangelistaNascida em São Paulo e filha da hair stylist Marta Evangelista, Dafne Evangelista cresceu em Goiânia sempre envolvida no mundo da beleza. Em 2009 quando mudou para Miami, profissionalizou-se e seguiu a mesma carreira de sua mãe.

Em dezembro de 2016 inaugurou o centro de beleza DAFNE BEAUTY LOUNGE, em Midtown, uma das regiões mais badaladas de Miami, onde recebe diariamente clientes do mundo todo, incluindo blogueiras e artistas famosas, como: Thassia Naves, Camila Coelho e Marina Rui Barbosa.

Não precisa de muito tempo para perceber o estilo autêntico de Dafne, o cabelo rosa e um visual incrivelmente único a destacam na multidão. Esse estilo original é o que define ser fashion para esta brasileira. “A mulher brasileira, por si só, tem muito bom gosto. Ela sabe seguir a tendência e imprimir o seu estilo próprio”. Internacionalmente, Dafne considera Martha Graeff e Rocky Barnes ícones de estilo

Para ela, não existe um povo ou cultura que figura no topo da lista dos mais fashionistas no mundo, pois estilo é algo único, mas ama o estilo despretensioso das mulheres de Los Angeles. Dafne também acredita não é necessário investir muito dinheiro para encontrar seu próprio estilo. “Acho que dinheiro não significa ter estilo. O dinheiro apenas te dar acesso a consumir produtos de melhor qualidade, mas com bom gosto você sempre terá estilo e se destacará na multidão”.

 

Eduardo Rezende, para além das lentes fotográficas

Eduardo RezendeA arte sempre esteve no caminho de Eduardo Rezende. Desde a infância, no Rio de Janeiro, ele teve a oportunidade de frequentar esse universo, já que sua mãe, Eleonora Paes de Carvalho, era marchand, e fazia questão de apresentá-lo aos grandes mestres nacionais e internacionais. Engenheiro, o pai, Alexandre de Rezende Costa, também era grande apreciador de obras de arte. O que acabou, de certa forma, influenciando não só o gosto de Eduardo pela arte, mas tornando-o capaz de desenvolver um trabalho artístico através da fotografia.

Atualmente reconhecido como um dos melhores fotógrafos de moda no Brasil, ele também envereda pela arte, desenvolvendo um trabalho extremamente autoral, que lhe rende mostras no país e exterior.

Residente há 5 anos na Flórida, Eduardo também é visto como um ícone de estilo para além de suas lentes e de seu olhar mágico. Ele acredita que os brasileiros mudaram bastante a forma como encaram a moda. “Antes seguiam tendências, mas de uns anos para cá tudo mudou. Acho que hoje o brasileiro desenvolveu um estilo, mas ainda falta muito, principalmente no mercado masculino, se compararmos com o mercado europeu principalmente. A mulher brasileira já está mais antenada, globalizada e muitas vezes ditando moda”. Ele até acredita que bom gosto pode ser ensinado, mas ter classe não.

Para ele, os italianos, os franceses e os ingleses se diferenciam quando se trata de estilo, mas não chegam perto da moda praia brasileira, que dá um show de originalidade. Das cidades mais fashions, por lógica, estão Milão, Paris, Londres e New York.

Alessandra Gold, a rainha do street style

Alessandra GoldNascida em Curitiba e residente dos Estados Unidos há 20 anos, dos quais 7 na Flórida, Alessandra Gold é uma estilista e fashion designer notável. O sucesso imediato de seus projetos criativos, juntamente com a impressionante cobertura da imprensa e da mídia, logo a levam a grandes empresas de calçados comissionando seus serviços.

Alessandra nunca foi uma seguidora cega de tendências, mas encontrou a sua inspiração vivendo e o mundo ao seu redor. Muitas manifestações que ela encontra em suas viagens ao redor do mundo serve para abastecer sua criatividade. Para ela, ter estilo e ser fashion é não se preocupar com os outros. “Definir o que gosta, usar, abusar e ser feliz com a moda, não prisioneira dela”. Uma das pessoas que se enquadram neste significado, segundo Alessandra, é Micah Gianneli, pois ela consegue usar qualquer estilo de cabelo, roupa e acessórios de uma maneira única e original.

A infância no Brasil a possibilitou encontrar o próprio estilo sem muito dinheiro. “Meu pai me dava uma mesada restrita e eu tinha que me virar. Hoje existem tantas opções, como H&M, Zara, Ross, Forever 21 e outlets, então fica mais fácil fazer a mistura “high & low” – uma peça barata e uma cara, ou tudo barato (risos). Na minha época, eu vivia nos brechós, garimpava tudo e daí fazia uma reciclagem, mudava um pouco, trocava botões, arrumava, talvez foi daí que nasceu a minha paixão por moda”.

Já a experiência internacional, a mostrou como a moda funciona em cada cultura, como Japão e Brasil, por exemplo. Alessandra explica que essa é principal inspiração que carrega para a prancheta quando cria. “Minha inspiração são as pessoas, sempre”. A Terra samurai, por acaso, é uma das cidades que mais considera fashion, ao lado de Paris, New York e Milão.

Jô Paes, Personal Stylist e fashionista

Jô PaesA personal stylist e fashionita Jo Paes nasceu em Fortaleza mas cresceu no Rio de Janeiro, onde iniciou sua carreira em Private Banking, dedicando quase uma década no mundo das finanças. Quando seu marido, que também trabalhava no mercado financeiro, foi transferido para Nova York, a mudança de país abriu espaço para Jo seguir profissionalmente seu amor pela moda. Atualmente mora em Miami com o marido e a filha e construiu uma seleta lista de clientes de compras e dedica seu tempo para o calendário de moda e eventos de estilo de compras VIP. Doze anos depois de sua chegada em solo americano, a stylist construiu um nome forte e é referência em um estilo descomplicado.
Para Jo, estilo está totalmente relacionado à personalidade e ao comportamento da pessoa e não ao que a indústria de moda dita. “Uma pessoa pode ter muito estilo e ainda assim não ser vítima de tendências” diz. Sobre ser fashion, a influenciadora acredita que são aquelas pessoas apaixonadas por moda, antenadas e ávidas para usar as últimas tendências.
Uma mulher que Jo considera estilosa é Andrea Dellal, por ser elegante tanto na linguagem corporal como nas atitudes. Também cita Giovanna Battaglia e Iris Apfel. “Eu as adoro pelo estilo, ousadia e principalmente, pelas atitudes. No caso da Iris, fico me perguntando como uma mulher consegue se reinventar sempre até aos 96 anos? Essa é a prova de que para ser fashionista e estilosa não existe idade”.
A brasileira trabalha com marcas de luxo, pelas quais é apaixonada por saber o valor de todo o processo de criação de uma coleção, desde o tema e inspiração, até a confecção de estampas e o desenvolvimento de tecidos com alta tecnologia, pensando em como isso pode afetar o nosso corpo e o meio ambiente. “Como consultora de imagem e personal shopper o conselho que dou às minhas clientes é: economizem um pouco mais e invistam numa peça eterna”.
Ela ainda elenca outras oportunidades dentro do mercado de luxo, como os Outlets e conta que caso se apaixone por uma tendência que considera passageira, recorre às lojas de Fast Fashion. Outra alternativa, que aliás é seu programa predileto com a filha, são as Thrift Stores, também conhecidas como brechós. “Frequentamos até as que são especializadas em doações para pessoas carentes. Algumas pessoas têm preconceito, ficam em dúvida e me perguntam: será que o dono dessa roupa tinha uma vibe boa? E eu respondo logo: ‘Lógico que tinha! Se não ele não seria o tipo de pessoa que se preocuparia com o próximo!”.
Para Jo Paes bom gosto e estilo podem ser ensinados, inclusive este é um dos segmentos de seu trabalho. “Através da consultoria de imagem a cliente obtém um aprendizado que levará para o resto da vida. Outra dica é observar muito através de revistas, editoriais de moda, pessoas na rua e seguir nas redes sociais pessoas que você admira pela maneira como se vestem”.

Foto – @lizwoodphoto
Beauty – @dafnebeautylounge

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!