[layerslider id="15"]

Pedro Bianchini

Pedro Bianchini
03 fev 2019

Pedro Bianchini pode falar, com certeza, de que terminou 2018 com chave de ouro. No último campeonato do ano, ele foi uma das revelações, chegando à fase da premiação em dinheiro para terminar entre os top 16 do TNT Energy Drink apresenta Pulse Pro Júnior, o brasileiro da categoria em Peruíbe. A boa performance o deixou animado para a próxima temporada, sobretudo por almejar novos e maiores objetivos, como etapas do QS e também do próprio pro júnior, inclusive no exterior.
“Me incentivou bastante, com certeza. Fui sem muita expectativa, por ser um campeonato de nível muito forte com atletas mais velhos, mas consegui soltar o meu surf e fiquei confiante porq ue em 2019 vou começar a correr mais eventos como esse e sei que posso ir bem. Estou focado em disputas maiores e vou me preparar no IGM para isso”, ressaltou o competidor de 16 anos.
Além do treinamento feito no Instituto, Pedrinho teve uma motivação a mais para garantir um bom resultado, vindo do pai, Claudio, que sempre o acompanha junto com a mãe, Ana. “A gente sempre tem uma aposta se eu for bem. Dessa vez, foi um valor alto, se eu chegasse na fase da premiação em dinheiro, mas no final ele não pagou”, revelou rindo. “Estou cobrando, mas acho que não vai rolar”, brincou o surfista.
Pedro integra o IGM desde a sua criação, em fevereiro de 2017, e não poupa elogios ao projeto, creditando sua evolução aos treinamentos diários. “Como sempre, o Instituto me deu muito suporte em 2018. Só tenho a agradecer. Consegui alguns resultados bons e venho trabalhando firme com o Gilmar (Pulga, treinador), tentando colocar força no meu surf. Focamos bastante nisso e está dando certo”, comentou.
“Gosto de fazer tudo no IGM. Não tem nada lá que eu não tenha vontade de fazer. A vibe da galera é contagiante, todos para cima, motiva muito. Só de pisar lá dentro já fico feliz”, reforçou Pedrinho, destacando outro importante estímulo. “Sempre dá aquele friozinho na barriga encontrar com o Gabriel (Medina) lá. Mas a gente troca uma ideia sempre. Ele é super humilde, conversa, bate na nossa mão. É muito importante ele estar lá acompanhando e a gente saber que tudo que fez deu certo”, completou.

 

Ping Pong
Nome: Pedro Bianchini
Data e local de nascimento: 12/11/2002, em São Paulo
Aprendeu a surfar com quantos anos? Aos 4 anos com meu pai.
Posicionamento na prancha? Regular
Pico favorito para surfar? Praia de Camburi, em São
Sebastião, e Lancs Left, Nicaraguá
Viagem dos sonhos? Mentawaii
Se não fosse surfista seria? fotógrafo
Outro esporte? futmesa
Comida: Strogonoff
Bebida: Suco de açaí
Som: Landon Mcnamara
Na TV: Mundo Medina
Ídolo no surf: Gabriel Medina
Ídolo no esporte: Mick Fannning
Ídolo na vida: Meu avô (Juan Casademunt)
Sonho: Viver do surf
Família: A coisa mais importante
O que significa o IGM na sua vida: Uma segunda família

IGM – Criado do sonho de Gabriel Medina, o IGM iniciou as suas atividades em fevereiro do ano passado com toda a estrutura para jovens dos 10 aos 17 anos treinarem e se prepararem para o futuro como surfistas, usando o modelo do ídolo. Com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte, o projeto oferece gratuitamente o treinamento técnico e físico, retaguarda médica, fisioterápica, psicológica e odontológica, além de vários benefícios como aulas de idiomas, natação, apneia, equipamentos para a prática do surf, como pranchas e roupas de borracha, custeio de viagens para competição e alimentação.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!