[layerslider id="15"]

Como potencializar seu treino na academia – MENOS É MAIS

Como potencializar seu treino na academia – MENOS É MAIS
18 out 2017

Vivemos já alguns anos a correria diária e incessante loucura de não termos mais tempo para nada, o sonho americano que é totalmente baseado no “Time is Money”, concretiza que sempre temos muito que fazer! Onde cabe o cuidado com nossa saúde e corpo? Convidado dessa edição, o Personal Trainer Duda Lustosa, vai nos contar como é possível “Menos” ser “Mais” na academia.  O maior segredo de todos no que diz respeito a musculação, e que ninguém se preocupa, ou quase ninguém… nada mais é do que, qualidade é muito mais importante do que quantidade! Se quando você pensa em academia, já imagina horas e horas entre anilhas e halteres… esqueça! Por que já alguns bons anos que a ciência comprovou que “Menos é Mais”, 20 a 30 minutos três vezes por semana seriam su cientes para o objetivo que for: saúde, emagreci- mento e acredite, até hipertrofia.

É importante ressaltar que, para todo esse segredo se tornar na mais poderosa verdade, é preciso que os exercícios não sejam feitos de qualquer maneira, mas sim com a execução mais perfeita possível.

Os exercícios que fazemos hoje na academia não são baseados na qualidade da execução e sim na quantidade, hoje se fala em 150 minutos semanais para garantir saúde, mas se você achar a forma adequada, isso diminui. Claro que com quantidade baixa, vem uma qualidade alta. O grande diferencial de bom resultado é como esse exercício deve ser feito. Se você for à academia três vezes por semana e  fizer e uma série com exercícios que envolvem os principais grupamentos musculares, e depois um treino de alta intensidade intervalado na esteira ou bicicleta, isso basta para você ter ganhos cardiorrespiratórios, ganhos de força e massa muscular. Eu posso te garantir que isso não vai te transformar num superatleta, mas vai te deixar bem  sica- mente e em termos de saúde. Fazer sempre o máximo de esforço é a chave do sucesso!

Se quiser, a pessoa pode seguir fazendo aquelas tradicionais e longas séries de academia, sem problemas. No entanto, te garanto que perder todo esse tempo não é necessário. Vários estudos científicos foram feitos, para buscar as doses certas e comprovar que seja para emagrecimento ou saúde, a dose é pequena. Acontece um problema com o exercício, a prescrição detalhada não existe, e com isso as pessoas se tornaram habituadas a ir no achismo.

Mas como dividir esses treinos curtos sem deixar de trabalhar nenhum grupamento muscular?

É importante lembrar que a prescrição é individualizada e vai variar de pessoa para pessoa, de objetivo para objetivo. Dessa forma, é possível trabalhar todos os músculos em um único dia e repetir a série ao longo da semana, ou dividir os grupos pelos dias de treino.

Você pode pensar nessa dinâmica de 20 minutos de algumas formas, pode trabalhar o músculo um pouco cada dia ou pode trabalhar todos uma vez por semana. A pessoa pode fazer uma série de cada exercício e repetir segunda, quarta e sexta, ou só segunda e sexta. Ou pode pensar em trabalhar só um grupo muscular na segunda, outro na quarta e outro na sexta.

Eu gostaria de te lembrar que aqueles que não gostam ou não conseguem fazer tanta força podem praticar exercícios menos intensos, desde que por mais tempo. No fim, o ganho será o mesmo.

Outro fator importante é que treinos muito intensos precisam de mais tempo para a recuperação. Assim, se você sobrecarregar aquele mesmo músculo, em vez de “crescimento” vai conseguir uma lesão.

A sessão de exercícios causa repercussões negativas, como depleção das reservas energéticas, acúmulo de metabólitos, danos nas fibras musculares, etc. Durante o descanso, o corpo se recupera e tenta colocar um pouco a mais do que tinha antes (supercompensação), como se ele quisesse se preparar para que você não sofra tanto da próxima vez. Ou seja, você cresce enquanto descansa, mas esse descanso deve ser proporcional ao estresse gerado pelo treino. Por exemplo, se você for repetir um treino a cada 2, 3 dias, será necessário reduzir o volume (1-3 séries totais) e o componente tensional. Já a opção de treinar a cada 6, 7 dias vai te exigir um pouco mais de volume (4-8 séries totais) e/ou intensidade. Então, descansar pouco é um problema. Outro problema é treinar muito – afirmou.

As dores tardias que acontecem pós treinamento, não são sinais de sucesso ou de necessidade. Não busque dor, busque respostas fisiológicas, pois a única garantia que você tem de que terá resultados nos seus treinos, é treinar intenso!

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 7 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!