[layerslider id="15"]

Liberte-se, Aprenda a arte do desapego!

desapego
10 jul 2018

CAPA SUNCOAST 44O apego é nocivo, semelhante à gula, pois mesmo depois da pessoa ter saciado sua necessidade natural de subsistência, ela ainda continua comendo para suprir “coisas” ou “pseudos sentimentos” que o alimento não possui eficiência em suprir; ou seja, a pessoa engana-se duas vezes, a primeira ao utilizar a ferramenta errada, a segunda, é para função inadequada. O resultado é: mais insatisfação colateral percebida.
Assim também ocorre com o apego como, por exemplo, quando se ama e deseja estar sempre com a presença de um filho na sua vida, e este ao terminar os seus estudos decide fazer uma especialização em outra cidade. A princípio, parece uma cena rotineira e sem segredos; e o que deveria ser simples e natural, contém sentimentos de desafio para o jovem, de incertezas e inseguranças provavelmente para ambos, e de apego dos pais pelo filho (na maioria das vezes) e do filho pelos pais.

desapego

desapego

E o que gera este apego em atitudes, propriamente falando: O ato de apegar-se faz com que a pessoa queira para si como sendo fosse dela, alguém ou algo que por sua natureza normal não é seu. Mesmo que sendo um filho, este é confiado por Deus aos pais para que criem, eduquem e orientem nos caminhos corretos. E de acordo com a palavra de Deus, os filhos devem obediência a seus pais. Porém, nem os pais são de posse dos filhos, e nem os filhos de posse dos pais. Pois sabemos que tudo que há nesta terra, acima dela ou abaixo é de Deus; e ainda assim, em alguns momentos “pensamos” que porque compramos, ganhamos ou conquistamos algo, aquilo se torna nosso.
De onde saiu este absurdo, será que eu perdi o “time da piada?” Trecho extraído do Livro – Desapegue e aprenda a amar (Cristiane Almeida)
A arte de desapegar consiste em tornar consciente a informação recebida pelo nosso cérebro de que nada temos; nada tangível, físico, visível ou invisível. De tal maneira seria insano apegar-se a algo que não possui.
Se você decidir recomeçar a sua vida em qualquer outro lugar do mundo, o que você levaria consigo? O que verdadeiramente é seu, além daquilo que consegue transportar na memória? Então, a convicção de que enquanto houver atividade cerebral ativa em nosso corpo, temos a capacidade de raciocinar, aprender e armazenar, sendo essa a nossa maior riqueza e percepção de posse, nos preservaremos do sofrimento descontrolado que a humanidade vive diariamente.
Posso afirmar que o maior causador de ansiedade, stress, depressão e insatisfação chama-se apego. Procure mais informações, desenvolva suas habilidades e ajude a salvar vidas que não sabem mais o que fazer, para curar-se. Liberte-se e ajude a libertar!

Cristiane Almeida

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!