[layerslider id="15"]

Dentes Sensíveis

Dentes  Sensíveis
03 dez 2018

BRAZILUSA ORLANDO 94 CAPAAtendo muitos pacientes que chegam com sensibilidade nos dentes quando ingerem alimentos ou bebidas frias, geladas e quentes, assim como quando comem doces e até mesmo ao mastigar qualquer coisa. Porém, após exame clínico completo e minucioso, nada é constatado em um primeiro instante. Pacientes sem cárie ou doença periodontal, os principais problemas tratados em odontologia, podem sofrer de sensibilidade dentinária mesmo sem apresentarem problemas óbvios, muitas vezes convivendo com isso por anos a fio e adaptando suas vidas ao problema, ou seja, evitando tudo o que lhes gera desconforto. Existem vários fatores que podem levar a isto, o principal deles chama-se recessão gengival, condição que leva as gengivas a regredir (ou encolher) expondo assim uma área do dente em que terminações nervosas vindo da parte interna, também conhecido popularmente como canal, se encontram na superfície. Uma vez expostas, estas áreas estão sujeitas a sofrerem sensibilidade quando estimuladas por variações de temperatura, ou simplesmente contato. Nestes casos, o dentista pode aplicar agentes dessensibilizantes no local ou prescrever pastas de dente específicas para dentes sensíveis. Normalmente, este tipo de tratamento resolve o problema a longo prazo, melhorando assim a qualidade de vida do paciente. Pouca gente sabe, porém que a principal causa da recessão gengival está na distribuição de forças que ocorre na mordida. Se os dentes das arcadas superior e inferior não se relacionam de forma adequada, forças excessivas podem estar sendo exercidas sobre eles e com isso a área onde o esmalte termina e por esse motivo é mais fino começa a sofrer micro fraturas e daí o processo de recessão gengival se inicia. Uma vez iniciado, a área exposta sem proteção do esmalte por não ser tão resistente, está sujeita a ser removida pela ação da própria escovação (principalmente se a técnica de escovação não é adequada), cerdas duras, pastas de dente abrasivas, acidez de determinados alimentos, certos hábitos etc. Particularmente, eu já obtive sucesso diversas vezes com tratamento ortodôntico, fixo ou móvel, em pacientes com sensibilidade dentinária crônica, simplesmente colocando as arcadas em alinhamento e harmonizando a mordida para que esta distribuição de forças se torne adequada. Uma vez que tudo foi colocado no lugar, a sensibilidade desapareceu por completo. Obviamente, existem outros motivos que podem causar sensibilidade sem motivo aparente. Um outro fator muito comum e de difícil diagnóstico se o profissional não estiver atento, chama-se Síndrome do Dente Rachado. De uma forma geral os sintomas são parecidos, porém quando esta síndrome está presente, pacientes sentem muito desconforto ao mastigar ou colocar pressão sobre o dente em questão. Normalmente, o tratamento consiste em proteger o dente com uma coroa e em certos casos pode exigir tratamento de canal também.
O mais importante é trabalhar com um profissional de confiança do paciente e sempre buscar a solução ideal para cada caso.
Até a próxima!

Dr. Gustavo de Oliveira

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!