[layerslider id="15"]

Cuidado ao Escolher o seu Dentista

Cuidado ao Escolher o seu Dentista
07 dez 2017

Em meu consultório atendemos uma grande quantidade de pacientes brasileiros (o que nos dá uma sensação de bem-estar incrível pois é como se tivéssemos um pouquinho de nosso país na América diariamente). Porém, isso têm me preocupado bastante devido à quantidade  de pessoas que me procuram para que eu possa resolver problemas criados por outro consultório ou dentista.

Por se tratar de uma área de saúde, a odontologia está sujeita a como o corpo humano irá reagir a certas situações e procedimentos. Nem sempre o que está previsto acontece como planejamos ou situações adversas, como por exemplo, um tratamento de canal que se torna necessário após uma restauração profunda, dor pós-operatória após cirurgias simples etc. podem acontecer. (Mas não é disso que estou falando, afinal, isso independe do dentista. Mesmo que tudo tenha sido feito corretamente, às vezes, o corpo reage de forma inesperada).

O que têm me preocupado é o fato de pessoas virem a mim com situações sérias de saúde após terem sido atendidas por pessoas desqualificadas ou pior, por dentistas que não estão autorizados a exercer a odontologia nos Estados Unidos da América. Isto sim é um assunto seríssimo.

Cuidado ao Escolher o seu DentistaCom relação a qualificação, em meu consultório, sabemos o nosso limite, o que deveria ser um critério fundamental para qualquer profissional. Quando não achamos que podemos resolver o problema com excelência, enviamos nossos casos para especialistas de nossa confiança, são profissionais que trabalham conosco frequentemente dos quais confiamos tremendamente. Se uma criança não coopera, por exemplo, não vamos forçá-la para que ela não seja traumatizada e tenha medo de dentista o resto da vida.

Por isso, recomendamos um Odontopediatra. Se um canal é mais complicado, recomendamos um Endodontista, e assim por diante.

Já em relação a pessoas que não estão autorizadas a exercer nos EUA, este é um assunto aterrorizante. Já recebi casos de pacientes com abscessos enormes que por pouco não se trataram com dentistas clandestinos que se oferecem inclusive a ir na casa das pessoas com um kit portátil para fazer extrações e implantes “no sofá da sua sala”. Isto é inadmissível e coloca, inclusive, a vida do paciente em risco. Assepsia absoluta, instrumental e material adequados, e principalmente licença para exercer a profissão são pré-requisitos mínimos para um atendimento. Qualquer coisa diferente disso é crime. E crime nos Estados Unidos é uma coisa muito séria.

Já ocorreram algumas prisões e deportações de dentistas brasileiros em Orlando atuando ilegalmente. É notório o fato de que existem outros. Muito cuidado com as suas escolhas porque este é um crime muito sério e se o paciente for pego sendo atendido pode inclusive ser responsabilizado junto com o dentista clandestino. Para a minha profissão é muito triste que alguém suje o nome da classe que é tão reconhecida mundo afora e mais ainda o nome do Brasil, do imigrante brasileiro que luta aqui com tanto esforço para dar certo. Porém, para os pacientes, este é um risco de vida que não vale a pena correr. Fiquem ligados.

 

Até a próxima!

Dr. Gustavo Oliveira

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 + 15 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!