[layerslider id="15"]

Crise? Dupla ajuda brasileiros a mudar de vida com investimentos em imóveis na Flórida

Crise? Dupla ajuda brasileiros a mudar de vida com investimentos em imóveis na Flórida
09 mar 2018

TAMPA – Que razão leva cada vez mais brasileiros a comprarem imóveis nos Estados Unidos? As respostas mais comuns são escapar da violência urbana dos grandes centros do Brasil, buscar mais qualidade de vida para criar os filhos e, claro, a estabilidade financeira que a economia de um país de Primeiro Mundo oferece. Agora, como investir sem estar na Terra do Tio Sam? Só há uma resposta para essa questão: negociando com pessoas em que se possa depositar plena confiança.

Quem dá o conselho é a dentista Érica Sampaio, de Fortaleza, que em entrevista à Orlando Real Estate Brazil USA disse que sua aposta em duas brasileiras de Tampa foi a opção mais segura que jamais sonhou em ter.

“A Corina e a Margarete foram os meus olhos nos Estados Unidos quando quis adquirir uma casa”, contou ela, se referindo às agentes imobiliárias Corina Lessa Silva e Margarete Welter da Tampa Bay Key Realty.

Érica comprou uma casa em 2015 em Tampa e acompanhou todo o processo desde a escolha do imóvel até o fechamento através da internet. “Elas são ótimas, fazem vídeos e nos deixam à vontade”, explica. O resultado positivo do investimento pode ser confirmado com a aquisição agora neste mês de fevereiro da segunda casa na cidade.

“A gente luta muito mas consegue. O sucesso da compra e, subsequentemente, do aluguel da primeira casa me motivou a comprar esse segundo imóvel.”
Segundo o último relatório da National Association of Realtors, divulgado em março do ano passado, o Brasil está em 7º lugar entre os países que mais investem no mercado imobiliário americano, com um total de $ 1,7 bilhão. Isso significa que, somente entre 2015 e 2016, os brasileiros compraram 6.446 imóveis no país, representando 3% do total de investidores estrangeiros que adquiriram casas ou apartamentos nos Estados Unidos.

Embora os principais destinos na preferência dos brasileiros ainda sejam Miami e Orlando, quem descobre Tampa se encanta e não troca o local por nenhum outro. “Tampa é uma ótima opção de investimento, está a poucos minutos das praias mais bonitas dos Estados Unidos o que garante excelente qualidade de lazer, tem segurança quase perfeita, além de escolas com índices de pontuação dos mais elevados do estado”, disse Corina Lessa Silva.

Paulista, Corina mora nos Estados Unidos há mais de 15 anos e é licenciada como broker, o que a permite estar à frente da imobiliária Tampa Bay Key Realty que trabalha com imóveis em toda a Flórida.

A queda da taxa de juros no Brasil e a própria instabilidade política atrai a aplicação de brasileiros no exterior. E a alternativa mais procurada é sempre a Flórida que oferece quatro dos cinco mercados imobiliários mais aquecidos da América.

Uma das opções que vem ganhando espaço entre os brasileiros é o investimento em casas destinadas a aluguel para turistas nos Estados Unidos, mais especificamente em Orlando. O rendimento proporcionado pelo aluguel de casas nos Estados Unidos, normalmente varia entre 4% e 6% ao ano.

“Quando alguém nos procura nós trabalhamos no aspecto que mais nos interessa: o estilo de vida das famílias. Assim, sabemos o que procurar e onde. Se a família quer uma casa para investimento, mostramos; se ela quer morar na Flórida, apresentamos as melhores opções envolvendo desde a escola das crianças até a segurança para se andar nas ruas de bicicleta durante a noite; e se quer fazer dinheiro aproveitando o turismo temos casas de férias que são de alta rentabilidade pela rotatividade e de baixo custo de investimento”, destaca Corina.

O carisma de Corina já conquistou clientes que se tornaram amigos pessoais e outros que decidiram trabalhar com ela. É o caso da corretora Margarete Welter que decidiu colocar à disposição do mercado sua principal característica: a honestidade. Depois de ser cliente, ela se tornou parceira.
“Nós não temos pressa em fechar negócio. Para nós não é apenas a venda de um imóvel, é a vida de uma família que eu quero que seja tão feliz quanto a minha na casa que irá comprar”, conta ela.

E essa situação é facilmente entendida quando se fala em ‘sem pressa’. Para atender e satisfazer a uma família árabe, ela e Corina passaram 1,2 ano mostrando casas (foram mais de 50 visitas) até encontrar a ideal.

“Faz parte do nosso diferencial ser assim, ser parte da vida deles. Nós nos colocamos no lugar de quem comprar na hora da negociação”, cita Corina.
Segundo economistas brasileiros, de meados de 2017 para cá o brasileiro voltou a centralizar seus esforços para o mercado imobiliário dos Estados Unidos, atraídos pela estabilidade e crescimento econômicos.

Outro ponto simplificador é que a compra da casa independe de status imigratório ou tipo de visto. Muitos brasileiros até preferem comprar com visto de turista para sofrer menos tributação.

 

VACATION HOMES

A aquisição de imóveis com o objetivo de locação nos Estados Unidos, segmento chamado de Vacation Homes, movimentou $ 25 bilhões em 2016. Os brasileiros têm protagonizado esse movimento e, em Orlando, estão à frente da construção de seis condomínios com menos de 200 casas e são síndicos dos dois maiores.
Somente nos Estados Unidos, em janeiro de 2016, havia mais de 100 sites especializados em Vacation Homes como o Airbnb, número que se mantém em expansão. Somente nos quatro maiores portais, entre 2008 e 2015, o número de imóveis ofertados para aluguel por temporada passou de 300 mil para 3,9 milhões, o que evidencia o aumento da demanda.

Corina e Margarete explicam que uma casa em Orlando de quatro dormitórios, por exemplo, a no máximo 10 minutos da Disney, é alugada aproximadamente 28 semanas por ano com diária média de $ 124 (líquido ao proprietário), o que gera uma receita de cerca de $ 24 mil ao ano, ou seja, cerca de $ 2 mil por mês. (valores expressos em dólar.)

O último relatório sobre Compradores Estrangeiros de Imóveis da Associação de Corretores de Imóveis de Miami destaca que, em 2016, auge da crise econômica no Brasil, foram investidos $ 6,2 bilhões, valor pouco maior que 2015, de $ 6,1 bilhões. No ano passado, foram negociadas cerca de 10.885 residências contra 10.678, em 2015. Isso significa um aumento de 1,9%. O Brasil ficou com o terceiro lugar como principal comprador, juntamente com a Colômbia, detendo 10% do mercado imobiliário (cada um).

Dados da Associação dos Corretores de Imóveis dos Estados Unidos mostram que dinheiro não é problema para os brasileiros que compraram casas nos arredores de Orlando, Tampa e Miami. O preço médio das residências compradas por brasileiros na Flórida é de $ 587 mil – entre os estrangeiros, só os chineses compram imóveis mais caros. E ainda há o benefício de se conseguir financiamentos.

E quando o assunto é Vacation Homes pode se colocar à mesa milhares de vantagens. Entre elas, a de ser uma opção de moradia quando a mudança de vida se faz necessária.

Uma parte do público que comprou imóveis na Flórida durante o período de “vacas gordas” e de dólar baixo que o Brasil viveu entre 2010 e 2013 agora considera transformar a antiga casa de férias em residência definitiva. Essas famílias de classes média e alta estão deixando o Brasil para trás e citam como motivos a crise econômica, a corrupção e, principalmente, a segurança pública.

“Por isso que quando começamos a negociar nós fazemos uma completa consultoria com a família. Nós queremos que eles tenham o melhor para suas vidas”, disse Margarete Welter.

“Tratamos com a importância do tamanho do investimento. E não o financeiro mas o de vida”, complementa Corina.
A Tampa Bay Key Realty atende por Facetime e se especializou também em relocar pessoas.

Quando se fala em relocar pessoas é porque na maioria das vezes a primeira opção de compra na Flórida está entre Miami e Orlando. Mas quando a pessoa procura qualidade de vida o GPS biológico pode apontar por direções novas, como Tampa e suas praias, por exemplo.

Quem não sonha em comprar uma casa de praia? Nesta região da Flórida é uma tarefa facilitada. Ao contrário de outras praias paradisíacas, acessíveis por trilhas ou pelo mar, Clearwater Beach é urbana, com boa estrutura turística. Dá para estacionar o carro na avenida principal, pagar o parquímetro e escolher o que fazer na extensa orla. Não à-toa foi eleita pelo jornal americano USA Today como a melhor praia do país.

“Entende agora porque nós falamos de ‘investimento de vida’?”, destaca Corina. “Porque nós temos famílias e queremos que todos vivam como nós projetamos nossas vidas. O investimento numa casa na maior parte das vezes é o maior sonho e empenho financeiro de uma família. Nós gostamos de fazer parte deste projeto e ser lembrado como um pontapé inicial essencial”, comclui a a broker.

SERVIÇO

Tampa Bay Key Realty – 813- 265-0999
Site – tampabaykey.com
Endereço – 12000 N Dale Mabry Hwy # 226 Tampa, FL, 33618

Por Beto Moraes.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!