[layerslider id="15"]

Alimentação x Rinite

Alimentação x Rinite
03 jan 2018

Você sabia que a rinite pode ser evitada e tratada através da alimentação? Pois é, uma das formas de tratar a rinite é através da alimentação diferenciada, que pode aliviar completamente os sintomas da alergia.

Primeiro precisamos entender o que é a rinite. É uma inflamação crônica ou aguda, alérgica ou infecciosa da mucosa nasal. A rinite aguda é causada por um vírus, enquanto a crônica é causada por uma exposição a fatores alergênicos que levam a uma resposta inflamatória. Esses alérgenos são os ácaros, fungos, pólen, urina e pelos de gatos e cães. Mudanças ambientais, fumaça de cigarro, produto de limpeza, perfumes, também podem ser um fator que desencadeia a rinite.

E quais são os seus sintomas? Espirros, nariz escorrendo, obstrução e coceira nasal, olhos lacrimejantes, são alguns dos sintomas da rinite. A rinite é considerada um quadro de umidade interna do corpo. Algumas pessoas já nascem com pré disposição a desenvolver quadros de umidade interna, que, aliados com hábitos alimentares incorretos, exteriorizam-se.

 

O consumo de alguns alimentos podem diminuir a umidade interna do corpo como vegetais cozidos com salsa, cebolinha, coentro, hortelã, cereais em pelo menos uma das refeições. São indicadas também as raízes como gengibre, aipim, beterraba, batata-doce, inhame, feijão e frutas como banana e maçã cozida com canela. Durante as crises evite comer carne vermelha, camarão, linguiça, presunto, queijos de qualquer tipo, leite e derivados, melão e melancia, suco de laranja, sorvetes, maionese e molhos muito temperados.

 

Aqui estão os alimentos que ajudam a aliviar os sintomas:

– Mel: Funciona como imunoterapia. O ideal é que seja consumido três colheres de sopa por dia;

– Chá de urtiga: Atua como anti-inflamatório e descongestionante, reduzindo a quantidade de muco;

– Chá de camomila: É antioxidante e anti-histamínico. Também atua como um anti-inflamatório;

– Chá de capim limão: Ajuda a aliviar os sintomas, combate o congestionamento e um resfriado comum;

– Vitamina C: Algumas frutas e legumes possuem carotenoides, que são antioxidantes naturais que reduzem inflamações nas vias respiratórias. Além de impulsionar o sistema imunológico;

– Alho: O alho é poderoso para o sistema imunológico, mas também é um descongestionante e ajuda a aliviar o corrimento e os espirros. E também um anti-inflamatório e uma boa fonte de quercetina um anti-histamínico natural.

– Pimentas quentes: são descongestionantes naturais;

– Cebola: Anti-histamínico e anti-inflamatório natural.  E são comprovados em reduzir os sintomas em pessoas que sofrem de rinite. Até um chá de cebola pode ajudar nesse tratamento;

– Laranja: Um estudo nos EUA comprovou que o consumo de folato encontrado na fruta alivia os sintomas das alergias respiratórias, como asma e rinite.

Pesquisadores perceberam que a adição de ácido fólico em alimentos como pães e bolos, também reduziu a incidência das alergias. Quanto mais alto o nível de ácido fólico no sangue, menores os níveis do agente responsável por desencadear as crises alérgicas.

Outros alimentos que ajudam na congestão são:

– Eucalipto:  Você pode usar as folhas ou gotas de óleo de eucalipto numa panela de água quente. Aproxime o rosto e cubra a cabeça com uma toalha quente para favorecer a concentração de vapor no nariz e testa;

– Hortelã: Adicione dois pacotinhos de chá de hortelã a água quente. Fazer a mesma coisa do eucalipto;

– Óleo vegetal de copaíba: massageie o rosto com esse óleo logo após a inalação caseira, cubra o rosto com um pano seco.

Alimentos que devem ser evitados:

– Leites e derivados: favorece a formação de muco, piorando assim os sintomas da rinite;

– Aipo e pêssego: Para quem sofre rinite por conta do pólen, deve evitar esses dois alimentos. Porém, ao cozinhar o pêssego, é possível diminuir as substâncias alergênicas.

– Melancia e melão: Ricos em pólen da ambrosia, podem desencadear a rinite em quem tem reações ao pólen;

– Tomate: Contém pólen de gramíneas, e deve ser evitado por quem tem alergia a grama, para não desencadear espirros, coceira nos olhos, coriza e obstrução das vias respiratórias;

– Avelã: Algumas pessoas podem ter alergia a avelã porque as suas proteínas são muito parecidas com a do pólen, podendo trazer sintomas da rinite.

Nada melhor do que usar os alimentos ao nosso favor!

Fernanda Brenneman – Nutricionista

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!