[layerslider id="15"]

Advogado André Linhares ajuda centenas de famílias a migrarem legalmente para os EUA – Orlando

Advogado André Linhares ajuda centenas de famílias a migrarem legalmente para os EUA – Orlando
10 jan 2018

Com vistos corretos, brasileiros mudam de vida e se tornam empreendedores na América

 

André Linhares.

 

 

ORLANDO – O sonho americano não está proibido e nem mais difícil de ser alcançado, apenas seu grau de exigência aumentou. Arrumar as malas, sair de casa, deixar os amigos e a família são decisões complexas que a pessoa tem que tomar e devem seguir a mesma cartilha de quem já trilhou este percurso e obteve sucesso. O primeiro passo para evitar frustração é conhecer os trâmites legais para a mudança de país e o bê-á-bá da emigração obedece a regras rígidas que um advogado especialista na área pode facilitar.

 

Assim, engana-se quem pensa que as portas estão todas fechadas. O advogado André Linhares, da Linhares Law, um dos maiores especialistas em Imigração para os Estados Unidos, aponta diversos caminhos legais para a pessoa buscar o sonho americano.

 

Formado em Direito no Brasil e nos Estados Unidos, Linhares já ajudou centenas de famílias a mudarem suas vidas e aposta no potencial do brasileiro como diferencial.

 

“Sempre que presto uma consulta busco dados que me permitam saber se aquela pessoa se enquadra em algum tipo de visto que o permita viver legalmente nos Estados Unidos”, explica o advogado.

 

Num momento em que a Casa Branca decreta guerra à clandestinidade, o estrangeiro precisa saber onde a lei o ampara e o privilegia. O governo federal deu sinais desde a posse de Donald Trump em 20 de janeiro deste ano de que gênios são bem-vindos, quem possui habilidades específicas também mas, em entrevista exclusiva à Orlando Brazil USA, o advogado André Linhares revela outros caminhos possíveis, sobretudo para a imigração empresarial. Ou seja, o cidadão comum pode galgar o sonho americano sem apostas no escuro e riscos.

 

Um fator de otimismo neste setor se deve à mudança do perfil do imigrante brasileiro nos últimos anos, atingindo um número maior de empreendedores, pessoas que montam negócios na América, geram empregos e impulsionam a economia. E na maior parte das vezes não há necessidade de grandes fortunas para emigrar.

 

“Já tive casos de brasileiros que investiram $ 100 mil; outros que foram aprovados investindo a metade disso. O importante é se encaixar num perfil de negócio que seja necessário e que corresponda às exigências e necessidades”, destaca Linhares.

 

Nos Estados Unidos há uma antiga tradição de imigrantes que passam a dominar setores de negócios específicos, como lanchenetes por famílias gregas, lavanderias administradas por chineses e salões de vietnamitas.

 

E o brasileiro, onde se encaixa? O jogo de cintura do brasileiro o coloca em muitos segmentos. “Tenho clientes que investiram em empresas de limpeza, outros em franquias. Há os que possuem talentos específicos, são gênios em seus setores. O importante é descobrirmos juntos onde ele se encaixará nesta nova sociedade onde quer viver”, explica Linhares.

 

O apoio ao empreendedorismo e leis trabalhistas mais simples ampliam o horizonte de quem sonha em mudar de ares. Fora isso, a máquina pública americana funciona bem melhor do que a brasileira e as famílias acabam sendo beneficiadas num todo.

 

Com uma história recente de migração, os brasileiros optam por estados como Massachusetts, New Jersey, Califórnia e Flórida onde conseguem alavancar melhor seus negócios, além de participar de uma sociedade já inserida no mercado americano.

 

Mas ainda assim é importante saber o que vai fazer, o que quer empreender e até que ponto os Estados Unidos precisam daquele tipo específico de serviço.

 

“É verdade que a administração Trump dificultou muito a emissão de alguns tipos de vistos e desta forma setores tradicionais esbarraram em novas exigências”, afirma o advogado.

 

Com escritórios em três cidades (Miami, Orlando e o recentemente inaugurado em Nova York), a Linhares Law ocupa um seleto grupo de sucesso neste setor. “Durante o processo de entrevista em nosso escritório nós já avaliamos se a pessoa ou família se encaixa”, diz Linhares. “Hoje muitos empreendedores e executivos têm o perfil que o país quer”, conclui.

Agora, se para quem veio há muitos anos a estabilidade teve altos e baixos porque grande parte viveu  anos a espera de uma anistia concedida pelo governo, hoje a história pode ser escrita de outra forma. Como o rigor para a concessão de vistos é maior, ter ao seu lado um advogado de sucesso na área pode ser comparado a comprar um bilhete da loteria premiado.

Linhares destaca que os vistos são concedidos diretamente sobre a intenção do que se pretende fazer nos Estados Unidos.

Artistas, jogadores de futebol e muitas celebridades chamaram a atenção da opinião pública nos últimos tempos com a revelação de que estariam trocando o Brasil pelos Estados Unidos. E junto à mudança surge a dúvida: ‘como eles estão vindo? Que tipo de visto receberam?’

A Linhares Law abraçou causas nos últimos meses que foram barradas em outros escritórios e muitas das famílias que passaram pelo amargo sabor de pensar que não poderiam viver o sonho americano já moram legalmente no país graças à expertise de André Linhares.

 

“É imprescindível que na relação entre advogado e cliente se tenha clareza. Muitas pessoas passam por aqui em nossos escritórios e apenas depois de algumas consultas descobrimos onde ela pode se encaixar. Nós trabalhamos para que não haja problema em nenhuma ponta”, revela André Linhares.

 

E é fundamental a relação de confidencialidade e atenção entre cliente e advogado. Inúmeros casos são descatados anualmente pelo Serviço de Imigração dos Estados Unidos porque dados foram colocados de forma errada ou documentos corretos não foram apresentados.

 

“O Dr. Linhares é um excelente advogado de imigração, nos auxiliou em todos os momentos e fases do processo do visto L1. E ainda nos auxilia até hoje. Recomendo 100%”, disse Peter Jordan, CEO da Cifras.

 

BONS INVESTIDORES

Os números provam que os brasileiros são bons investidores. Segundo o economista Alvaro Lima, diretor de Pesquisa da Prefeitura de Boston, ‘o brasileiro imigrante é empreendedor, gera milhares de empregos nos Estados Unidos e está entre os maiores recolhedores de impostos no país’.

Nas duas últimas décadas os brasileiros investiram boa parte de seus recursos em negócios e imóveis na Terra do Tio Sam. Uma pesquisa recente revela que o valor médio dos imóveis vendidos para os brasileiros foi de $ 450 mil em Miami e de $ 250 mil em Orlando, o que os coloca entre os maiores alvos do mercado imobiliário

 

Segundo a pesquisa, Miami e Orlando são as cidades que mais atraem para a compra. Preço e qualidade de vida são os fatores mais apontados pelos compradores, assim, 60% compram para uso pessoal e 40% para investimentos.

 

“Quando você vê índices assim já demonstra que algo especial tem que ser feito e este imigrante tem que vir de forma legal. A compra do imóvel não legaliza mas investir em determinadas áreas com o visto correto permite a este brasileiro vir para a América, viver com a família legalmente e num prazo curto almejar a residência permanente”, explica Linhares.

 

Muitas vezes apontados como os vilões por setores mais conservadores da sociedade norte-americana, os milhões de imigrantes que vivem no país têm efeito positivo para a economia dos Estados Unidos, segundo Álvaro Lima.

 

É o caso pelo menos dos imigrantes brasileiros, que, de acordo com o estudo, são responsáveis por uma contribuição de $ 58 bilhões para o Produto Interno Bruto norte-americano, além de gerarem 628 mil empregos e de pagarem $ 7,5 bilhões em impostos.

 

Esses números fazem Linhares destacar que o perfil do imigrante hoje é bem diferente de décadas atrás quando os primeiros brasileiros chegaram ao país.

 

“Hoje o brasileiro sabe de sua importância na sociedade americana e, sobretudo, da tranquilidade e estabilidade que o status imigratório legal gera. Por isso, nós incentivamos a todos que queiram mudar para os Estados Unidos a virem de forma correta”, fala Linhares que se especializou nesta área depois de trabalhar por anos em direito internacional em Miami e perceber que poderia ajudar a mudar o perfil dos imigrantes.

“Deixei muitos anos atrás este escritório onde trabalhava e me especializei neste setor da imigração porque vi caminhos para que as pessoas mudem de vida”, explica o advogado,

 

A idade média dos imigrantes brasileiros é de 35,8 anos, e 51% são mulheres. Apesar de os dados oficiais do censo sugerirem um número bem inferior, estima-se que mais de 1,4 milhão de brasileiros vivam nos Estados Unidos.

 

“Mas não há idade quando falamos de obtenção de visto. O país vê seus interesses e é neste ponto que entramos, colocando os pingos nos is, ou seja, levando a pessoa para o caminho certo e o visto correto”, acrescenta Linhares.

 

O advogado tem um vasto curriculum desde sua formação em Direito na Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, até sua formatura num curso similar na Universidade de Miami. Casado com uma americana, pai de uma menina, Linhares tomou as rédias de conduzir em seu escritório o caminho para a legalização de milhares de pessoas que sonham com a mudança de vida.

 

SERVIÇO

 

Linhares Law

Miami, Orlando e Nova York

305-204-9525

407-613-2655

fax (321) 204-3340

 

O escritório trabalha também com consultas online

Beto Moraes

Compartilhar

Comentários

  1. Angela Márcia Oliveira Neergaard Disse: 6 junho, 2018

    Eu sou viúva de um americano queria saber como faço pra obter a aposentadoria dele não tenho ninguém que me informe por onde começar peço ajuda por favor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as novidades BrazilUSA

Faça parte de nossos assinantes e receba todas as novidades da BrazilUSA.

You have Successfully Subscribed!